HISTORIAL

A ADICES – Associação de Desenvolvimento Local é uma entidade de foro privado, sem fins lucrativos, constituída em 1991, no contexto inicial da integração de Portugal na Comunidade Europeia, enquanto um meio de informação e de comunicação das políticas comunitárias, com intervenção direta e privilegiada nos territórios rurais.

A sua zona de intervenção é constituída, primeiramente, pelos concelhos de Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão e Tondela, conferindo-lhe uma área de intervenção de mais de 850 km2 e uma população residente total de 59.985 habitantes (Censos 2011).

A ADICES surgiu no âmbito de um projeto desenvolvido por duas mulheres, na sequência de um curso de formação de Jovens Agentes de Desenvolvimento em regiões de Emigração (JADE), integrado um projeto que visava mobilizar homens e mulheres empreendedores para o desenvolvimento das zonas ruralizadas de Portugal, promovido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) do Ministério do Emprego e Segurança Social e pela Comissão de Coordenação da Região Centro.

De acordo com os seus estatutos, a ADICES tem por objeto “promover o desenvolvimento local e regional integrado através da dinamização sociocultural e económica e da promoção de iniciativas nas áreas dos recursos humanos, da formação, do ambiente, da igualdade de oportunidades e do género, do turismo e do património, da cultura e do apoio às atividades produtivas.” A Associação tem ainda por objeito a promoção de estudos, a investigação, a cooperação e a atuação no âmbito do desenvolvimento local e regional em articulação com outras entidades públicas e privadas que prossigam os mesmos fins.

No prosseguimento dos objetivos enunciados, a ADICES tem, ao longo dos vários Quadros Comunitários, estado envolvida, quer como entidade gestora (apoiando o investimento produtivo e associativo no seu território), quer enquanto promotora, em diversos programas e projetos comunitários designadamente: LEADER I, II e +; AGRIS, EUROFORM, NOW I e II, Programa PESSOA, IC-PME, POEFDS, PO do Centro, INTERREG e EQUAL.

Pela natureza do trabalho desenvolvido foi-lhe atribuído, em 2000, o Estatuto de Entidade de Utilidade Pública.

Em termos operacionais, a atividade desta Associação de Desenvolvimento Local pode ser subdivida em quatro grandes áreas ou valências: apoio ao investimento local; a educação/formação; as parcerias locais, regionais e nacionais; e os projetos de cooperação.

FINANCIAMENTO ÀS INICIATIVAS LOCAIS

A ADICES têm sido a entidade promotora e gestora, no seu território de intervenção, das várias edições da iniciativa LEADER no âmbito do I, II, III e IV Quadros Comunitários de Apoio, promovendo o financiamento de inúmeras iniciativas locais.

Neste contexto, no que respeita à ADICES, desde a sua constituição em 1991, foram financiados no âmbito da Iniciativa LEADER, um total de 430 projetos que representam um investimento total de 26.259.167,98€ para o território.

No âmbito dos programas AGRIS e PO CENTRO, a ADICES financiou, um total de 25 projetos no território que envolveram um investimento total de 1.651.300,00€.

No período comunitário (2007-2013), a ADICES constitui um dos Grupos de Ação Local acreditados pelo PRODER para implementar no seu território a Iniciativa LEADER (SubPrograma 3 do ProDer – Programa de Desenvolvimento Rural), e para desempenhar funções de elaboração e implementação da estratégia de desenvolvimento local (onde se insere a animação do território e o acompanhamento dos projetos), e ainda na qualidade de órgão intermédio de gestão no território de abrangência da associação, promovendo o financiamento a iniciativas produtivas e/ou associativas.

Enquanto órgão intermédio de gestão, o GAL ADICES exerce funções de gestão administrativa e financeira do Subprograma 3, ao nível das seguintes medidas e ações:
Medida 3.1. - DIVERSIFICAÇÃO DA ECONOMIA E CRIAÇÃO DE EMPREGO

  • Ação 3.1.1. - Diversificação de Atividades na Exploração Agrícola
  • Ação 3.1.2. - Criação e Desenvolvimento de Microempresas
  • Ação 3.1.3. - Desenvolvimento de Atividades Turísticas e de Lazer

Medida 3.2. - MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA

  • Ação 3.2.1. - Conservação e Valorização do Património Rural
  • Ação 3.2.2. - Serviços Básicos para a População Rural

No âmbito do PACTO LEADER (Eixo 3 do PRODER), em todos os concursos realizados pela ADICES, entre 2009 e 2013, foram aprovados 124 projetos que representam um investimento total de 15.230.048,79€, na sua zona de intervenção, dos quais 9.206.658,96 € são despesa pública através de subsídio não reembolsável.

Educação/Formação:

Ao longo dos anos, a ADICES tem vindo a desenvolver um trabalho diversificado ao nível da educação/formação de jovens e adultos.

  • A) Na década de 90, a ADICES desenvolveu todo o trabalho de pesquisa e organização dos processos e candidaturas das três escolas profissionais que ainda hoje atuam no território: a EBA - Escola Beira Aguieira, em Mortágua; a PROFIACADEMUS – Escola Profissional de Santa Comba Dão; e a EPT – Escola Profissional de Tondela.
  • B) Enquanto entidade acreditada com um Centro Novas Oportunidades, a ADICES implementou, entre 2001 e dezembro de 2012, o sistema de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC) de nível básico e secundário, assumindo-se como “porta de entrada” a adultos que pretendam integrar outros processos de qualificação (RVCC profissional, curso EFA escolar ou de dupla certificação, Formações Modulares Certificadas, Exame de Escola ou Nacional, e Ensino Recorrente). Segundo os dados do CNO ADICES, desde o início do seu funcionamento, inscreveram-se no CNO um total de 4.389 adultos para o nível básico e 2.629 para o nível secundário. Neste período, iniciaram o processo de Reconhecimento e Validação de Competências de nível básico, 2.768 adultos e para o nível secundário 961 adultos. À data de 30 de junho, os dados do CNO indicavam a certificação de nível básico (equivalência ao 4º, 6º e/ou 9º) de 1.842 adultos e a certificação de nível secundário de 389 adultos.
  • C) Como entidade formadora acreditada, a ADICES, ao longo dos vários Quadros Comunitários de Apoio, tem vindo a desenvolver inúmeros projetos e planos formativos, tendo realizado até à data 125 ações de formação e abrangido cerca de 1.300 formandos, em diversas modalidades formativas, no âmbito de projetos financiados pelos programas Escolas-Oficina, EUROFORM, NOW e NOW II, Programa Pessoa, POEFDS e POPH. Nos últimos anos, a atividade formativa ministrada pela ADICES apresenta uma grande variedade de áreas de educação/formação: línguas e literaturas estrangeiras; informática; higiene e segurança no trabalho; agricultura; trabalho social.

Parcerias Locais, Regionais e Nacionais:

Como Associação, a ADICES integra na sua estrutura associativa um conjunto diversificado de pessoas singulares ou coletivas que comungam dos mesmos objetivos e intervém ativamente em processos de desenvolvimento local. Presentemente, a ADICES integra um total de 48 associados, representativos de diferentes sectores de atividade, nomeadamente: atividade Financeira (2 associados); administração Local (4 associados); agricultura e produção animal (2 associados); educação (5 associados); saúde e ação social (9 associados); silvicultura e exploração florestal (1 associados): outras atividades de serviços (8 associados); outras atividades (9 associados); pessoas singulares (8 associados). Esta estrutura interna da ADICES constitui também a pedra basilar de uma atuação em parceria, de onde decorre a definição, implementação e acompanhamento da estratégia de atuação definida pela ADICES, consubstanciadas em planos de atuação, projetos e iniciativas implementadas no território.

Externamente, a ADICES integra e participa ativamente nos Conselhos Locais de Ação Social de Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão e Tondela; no Conselho Municipal de Segurança de Santa Comba Dão; no Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Tondela e no Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Santa Comba Dão.

Ao nível supramunicipal, a ADICES integra os Conselhos Estratégicos para o Desenvolvimento Intermunicipal das Comunidades Intermunicipais de Viseu Dão Lafões (que integra os municípios de Carregal do Sal, Santa Comba Dão e Tondela) e da Região de Coimbra (que abrange o município de Mortágua) e acompanha algumas das iniciativas desenvolvidas por estas CIM 's. Neste caso, a ADICES constitui ainda um dos parceiros locais da Rede Regional de Suporte ao Empreendedorismo envolvida, entre outros, no Plano de Ação Territorial para a Promoção do Empreendedorismo 2011-2015.

A nível nacional, destaque para a participação da ADICES (onde, no triénio 2013-2016 desempenha funções como Presidente de Direção) na Federação Minha Terra – Federação Portuguesa das Associações de Desenvolvimento Local, entidade de âmbito nacional, onde se encontram federadas 53 Associações de Desenvolvimento Local, que no seu conjunto representam mais de 90% do território nacional e as suas capacidades de iniciativa e concretização dizem diretamente respeito a mais de 4 milhões de portugueses, habitantes em zonas rurais.

Projetos de Cooperação Nacional e Internacional:

No âmbito do ProDeR, a ADICES tem vindo a integrar vários projetos de cooperação interterritorial e internacional, participando e dinamizando iniciativas de promoção dos recursos endógenos e do seu território, com base numa lógica de criação de economia de escala e de troca de experiências e know-how em diversas áreas de interesse.

O projeto “Portugal Rural”, desenvolvido entre 2010 e 2013, no qual a ADICES desempenhou funções como GAL coordenador, e onde, conjuntamente com 9 associações parceiras (representantes de 59 concelhos rurais e de centenas de produtores/artesãos e promotores), desenvolveu estratégias e iniciativas de promoção de produtos locais e qualidade em ambiente rural e urbano. Entre as várias ações do projeto, destaca-se o trabalho de diagnóstico do mercado de origem dos produtos (com inquéritos aplicados junto de agentes locais, como artesãos, produtores, transformadores/embaladores, comerciantes, promotores e outros); as ações de promoção/divulgação realizadas quer nos territórios parceiros, quer no Espaço Portugal Rural em Campo de Ourique, Lisboa, quer ainda em vários certames locais (FICTON e Festas da Cidade de Santa Comba Dão), e nacionais como a FIA, a NATALIS e Feira Nacional da Agricultura.

Com o intuito de promover a riqueza gastronómica nacional e em especial o legado histórico local associado ao receituário tradicional, a ADICES é uma das associações parceiras do projeto “7 Maravilhas da Gastronomia”. O projeto “Territórios Rurais Sustentáveis”, também de cooperação interterritorial, resulta de uma parceria de cinco ADL interessadas em aproveitar e rentabilizar os seus recursos endógenos, incorporando diversas fontes de energia renovável e da eficiência energética.

Ao nível internacional, a ADICES conta já com um historial de parcerias com vários países europeus e transeuropeus estabelecidas no âmbito de diversos projetos desenvolvidos no âmbito das iniciativas comunitárias LEADER e INTERREG facilitando a partilha de experiências e boas práticas entre os vários parceiros envolvidos, e consequentemente, o desenvolvimento de projetos inovadores.

O projeto “Cooperar em Português” é um projeto de cooperação transnacional com países de expressão portuguesa, que desde 2003 incentiva e promove a troca de informações e experiências sobre os processos locais de desenvolvimento entre parceiros de países lusófonos. Este projeto tem vindo a desenvolver um trabalho de envolvimento de agentes e experiências de desenvolvimento local, tendo consolidado parcerias fundamentais no Brasil e em Cabo Verde e alguns contactos não formalizados com entidades de Guiné-Bissau e Moçambique. A nova edição deste projeto (2010-2013), financiado no âmbito do eixo LEADER – PRODER, envolve atualmente 17 parceiros nacionais e um conjunto diversificado de parceiros transnacionais: AJAM – Associação de Jovens Agricultores de Moçambique; AMRU – Associação Moçambicana para o Desenvolvimento da Mulher Rural; Comissão Regional de Parceiros da Ilha do Fogo; FRUTISUL – Associação de Fruticultores do Sul de Moçambique; Instituto GPS – Gestora de Projectos Sociais; UGC – União Geral das Cooperativas Agro-Pecuárias de Maputo; ADESE – Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó.

Seguindo a mesma temática de cooperação com Países de Língua Oficial Portuguesa, a ADICES integra, enquanto parceira, uma candidatura à Rede Rural Nacional, designado “Lusofonia e Desenvolvimento Rural”. Este projeto integra um conjunto de ações destinadas a: 1) qualificar as ADL para a cooperação com os países lusófonos no âmbito do desenvolvimento rural; 2) criar uma rede para a dinamização da cooperação e internacionalização das empresas, otimizando os seus recursos; 3) Capitalização do know-how através da implementação de um projeto piloto nos países lusófonos.

No seguimento dos projetos de cooperação em que a ADICES se tem vindo a envolver ao longo dos anos, destacam-se:

- Em 1995, a ADICES dinamizou no seu território de intervenção, o projeto “Imagens do Desenvolvimento Local na Infância”. Este projeto permitiu questionar no seio de um público-alvo específico – cerca de 3.700 crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos – o presente e o futuro do território num processo de reflexão informal que decorreu em paralelo com o desenrolar do próprio projeto. Os desenhos e textos recolhidos foram objeto de análise de conteúdo, compilados e posteriormente expostos, dando ainda origem à produção de um conjunto de materiais didáticos (livros, jogos, cadernos) destinados às crianças e posteriormente distribuídos pelas escolas. Após uma reedição do projeto em 1999, onde foram integrados também os jardins-de-infância e envolvidas cerca de 4.500 crianças, o projeto extrapolou o contexto local e no seio de uma parceria que envolveu oito Associações de Desenvolvimento Local (ADAE, ADD, ADDLAP, ADELO, ADICES, DUECEIRA e TERRAS DE SICÓ), surgiu o projeto de cooperação “Região Solidária – Imagens da Minha Terra, Perspectivas do meu Futuro”. Este projeto envolveu um total de 41 municípios, 884 escolas e cerca de 36.300 crianças e resultou na produção e disponibilização a todas as escolas do 1.º ciclo de um conjunto de materiais didáticos (desenvolvidos por forma a conjugar o plano curricular do 1º ensino básico as caraterística endógenas, específicas de cada território), bem como no apoio especializado para a sua implementação.

- Entre Maio de 2002 e Novembro de 2004, a ADICES participou no Conselho de Parceiros e na Comissão Executiva do projeto “Estratégias para a juventude no desenvolvimento socioeconómico de Mortágua”, cujo principal objetivo visava a articulação de estratégias de fixação e atração de população no Concelho de Mortágua, nomeadamente população jovem. Neste contexto, foi realizado um estudo elaborado pelo Centro de Estudos Territoriais (CET), associado do ISCTE (Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa), que esteve na origem de uma série de iniciativas desenvolvidas nos anos subsequentes designadamente: o Gabinete de Desenvolvimento do Empreendedorismo (GDE), em funcionamento desde 2005; o “Concurso de Ideias Empresas e Empresários” realizado entre Abril e Junho de 2005, que premiou quatro ideias de projeto empreendedoras, implementadas posteriormente no concelho; o “Atelier do Futuro”, um espaço de reflexão que entre 2005 e 2006 desenvolveu diversos momentos que permitiram a participação de especialistas em diferentes áreas e, sobretudo, convidou à participação dos cidadãos locais; o Ninho de Empresas que, desde junho de 2008, disponibiliza um apoio ao nível das infraestruturas, serviço de logística e de consultoria concretizando uma aposta no empreendedorismo e na dinamização da iniciativa empresarial.

- A ADICES integra ainda o Conselho de Parceiros do projeto da “Escola Agarra a Vida”, desenvolvido no concelho de Mortágua desde o ano letivo de 2004/2005 e participa ativamente nos Conselhos Locais de Ação Social; no Conselho Municipal de Segurança de Santa Comba Dão; no Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Tondela e no Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Santa Comba Dão. Importa ainda referir que no âmbito da sua atividade existem várias parcerias instituídas com organismos e entidades locais (Municípios, Centro de Emprego de Tondela, Segurança Social, Escolas, Juntas de Freguesias, Paróquias, empresas e outros), das quais vão surgindo pontualmente compromissos e contribuições diversas, como cedência de espaços para realização de formações e eventos; participações em seminários e conferências; realização de estágios e outras formas de prática em contexto de trabalho; colaborações em trabalhos escritos; etc.

Ao nível internacional, a ADICES conta já com um historial de parcerias com vários países europeus e transeuropeus estabelecidas no âmbito de diversos projetos desenvolvidos no âmbito das iniciativas comunitárias LEADER e INTERREG facilitando a partilha de experiências e boas práticas entre os vários parceiros envolvidos, e consequentemente, o desenvolvimento de projetos inovadores.

Neste contexto, destaca-se o projeto “Club Biored” desenvolvido entre 2002 e 2008, envolvendo seis ADL portuguesas e 7 associações espanholas, que teve como áreas temáticas de trabalho o turismo, os produtos locais, a cultura e o ambiente. Este projeto visou o reforço de novas atividades economias tradicionais e do património cultural; a difusão documental e virtual da herança cultural e natural dos territórios abrangidos; e a promoção dos territórios e produtos das regiões parceiras.

A parceria “Union des Terres de Riviéres”, decorrente de um projeto INTERREG IIC, desenvolvido entre dezembro de 2004 e fevereiro de 2007, reuniu um conjunto de 24 parceiros (municípios, agências de desenvolvimento, ADL e Universidades), oriundos de 10 Estados Membros da EU, em torno de vários objetivos comuns: a gestão sustentável da água, valorização das paisagens fluviais, a promoção de boas práticas e intercâmbio de conhecimentos na Europa. Entre as várias ações dinamizadas, destacam-se vários encontros e seminários onde foram debatidos e partilhadas opiniões e experiências sobre a gestão integrada dos recursos hídricos, e a ação comum de conceção e produção de “Um Guia de Boas Práticas”, em forma de banda desenhada, “Sara e David nas Terras dos Rios”, direcionada a crianças em idade escolar dos 6 aos 10 anos.

O projeto “Cooperar em Português” é um projeto de cooperação transnacional com países de expressão portuguesa, que desde 2003 incentiva e promove a troca de informações e experiências sobre os processos locais de desenvolvimento entre parceiros de países lusófonos. Este projeto tem vindo a desenvolver um trabalho de envolvimento de agentes e experiências de desenvolvimento local, tendo consolidado parcerias fundamentais no Brasil e em Cabo Verde e alguns contactos não formalizados com entidades de Guiné-Bissau e Moçambique.

Em suma, pelo atrás exposto, verifica-se que a ADICES tem vindo a desenvolver uma vasta experiência pluridisciplinar, em domínios que vão desde a educação/formação, a economia social, o emprego, o associativismo, o financiamento de iniciativas locais, mas que na sua génese partilham de um objetivo comum: o desenvolvimento sustentado e integrado da sua zona de intervenção.

Neste seguimento, importa referir que a ADICES privilegia uma atuação centralizada nas pessoas, pelo que no decurso dos projetos se realizam vários momentos de informação e na comunicação (sessões de divulgação/informação, encontros, exposições, etc), dinamizados pela ADICES em parceria com instituições locais (por exemplo, na divulgação de projetos formativos e de apoios ao investimento/financiamento, estas decorrem habitualmente em estreita parceria com o Centro de Emprego Dão Lafões, com os Municípios e com outras entidades formadoras e/ou promotoras de projetos formativos locais; a divulgação/sensibilização para a Iniciativa LEADER, realizou-se em 2009, conjuntamente com a Iniciativa PME INVEST da CGD; em 2011, a ADICES em parceria com a DRAPC realizou um conjunto de ações de sensibilização/informação subordinadas à temática dos Apoios aos Jovens Agricultores, etc.).

Importa ainda referir que a ADICES, enquanto membro da parceria liderada pela Minha Terra – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local, foi uma das entidades em 2013 autorizadas a nível nacional a praticar atos de gestão operacional da Bolsa de Terras (GeOP), de acordo com o despacho n.º 12109/2013, de 23 de Setembro.

Contactos

ADICES
Associação de Desenvolvimento Local

Av. General Humberto Delgado, n.º 19
3440-325 Santa Comba Dão
Tel.:(+351) 232 880 080
Fax:(+351) 232 880 081
E-Mail:adices@adices.pt

Encontre-nos no Facebook

Fale Connosco

Inforparceiros

Subescreva a nossa newsletter. A comunicação Info-Parceiros mantem-o a par de todas as novidades.